Instrumentos VST


Não precisamos mais comprar diversos teclados e módulos de som para produzir música. Basta instalarmos os novos e poderosos instrumentos virtuais em nossos computadores e acioná-los com um controlador. Eles já têm timbres tão realistas quanto os dos instrumentos acústicos, elétricos e eletrônicos originais, atendendo desde o músico erudito até o DJ, passando pelos artistas pop e os arranjadores e compositores do cinema, da TV, do teatro e da multimídia.

Percussão na EZdrummer

Esses instrumentos podem ser programas avulsos ou plugins das estações de trabalho. No primeiro caso, abrimos o programa e tocamos os seus sons através de um controlador MIDI. No segundo, abrimos primeiro o programa de gravação e, nele, o plugin. O acionamento é feito pelo controlador e pelo seqüenciador MIDI, com a vantagem de podermos registrar e editar tudo o que tocamos.

Existem várias tecnologias que permitem que computadores rodem plugins de instrumentos e áudio. Há também uma variedade de controladores ou drivers para rodarmos nossos programas de som. Os mais populares nos estúdios são os plugins VST e o driver ASIO. Leia mais em http://www.homestudio.com.br/Artigos/Art090.htm.

Virtual Studio Technology foi o termo adotado pela Steinberg para seu formato de plugins. VST são os efeitos e VSTi, os instrumentos. Existe uma grande quantidade desses plugins e eles são aceitos pelos programas da Steinberg (Cubase e Nuendo) e por concorrentes como Sonar e Logic. Os VSTi 2.0 têm inovações como sincronização por BPM e troca de timbres (patch change).

Muitos dos nossos novos instrumentos usam enormes coleções de sonoridades, também chamadas ‘bibliotecas’ ou ‘livrarias’, algumas ocupando dezenas e até centenas de gigabytes, exigindo discos rígidos grandes e rápidos, muita memória RAM e muito processamento.

É muito útil instalarmos os programas e plugins no hard disk do sistema (C:) e as bibliotecas (os sons dos instrumentos) em outro HD. Quanto maior o disco rígido, mais sons poderão permanecer instalados. Quanto mais rápido, melhor desempenho. Quanto mais processamento e memória no computador, mais instrumentos podem rodar simultaneamente. As coleções de samples sempre utilizam bastante RAM, então a indústria criou tecnologias para leitura direta do disco, usando mais o HD e aliviando um pouco a memória.

Alguns instrumentos que apresentaremos a seguir precisam de computadores bem potentes. Para termos alguma tranqüilidade, sem a máquina engasgar, devemos usar processadores Intel I7, Core 2 Quad, Core 2 Duo ou Pentium IV HT, AMD Athlon com mais de 3 GHz ou os computadores Apple Mac com processador Intel ou, pelo menos, o G5. Há instrumentos que são suportados por máquinas mais leves, como o Reason, que roda até em um Pentium III. A memória deve ser de, pelo menos, dois gigabytes. Em todas as opções, precisamos de uma placa de som com driver ASIO.

Plug-ins de instrumentos. Podemos agrupá-los em categorias musicais, como sintetizadores, samplers e presets (instrumentos pré-sampleados: baterias, orquestras e outros)

Baterias

Battery, da Native Instruments (NI). Bateria versátil e completa, com timbres ricos e potentes. Contém baterias de jazz, pop, rock, vintage, reggae, dub, hip hop, eletrônicas, sintéticas, efeitos e percussões orquestrais e étnicas.

BFD, da FXpansion. Considerada uma das melhores baterias atualmente no mercado. Com seu programa fácil de mexer, você monta sua bateria peça por peça. Contém tambores, pratos e percussões de marcas famosas, como Pearl, Tama, DW, Sabian, Zildjian e outras.

EZdrummer

EZdrummer, da Toontrack. Poderosa bateria acústica expansível para profissionais e iniciantes. Tem como interface gráfica a foto dos instrumentos, e podemos tocá-los clicando diretamente sobre eles ou, claro, com um controlador ou um seqüenciador. Sons excelentes com muita expressão, kit de percussão, mesa de mixagem e inúmeros loops MIDI que arrastamos sobre o seqüenciador para iniciar os arranjos.

Stylus RMX, da Spectrasonics. Máquina de loops com grande variedade e riqueza de ritmos eletrônicos. Arrastando-os para o seqüenciador, podemos montar os arranjos. Cada loop tem seus sons distribuídos pelas notas MIDI para criarmos novos ritmos, usando um controlador e o seqüenciador.

Baixos

Broomstick Bass

Broomstick Bass, da Bornemark. Tem baixos tradicionais, como Fender Jazz Bass (perfeito), MusicMan, baixos de pedais de órgãos, Moogs e o clássico contrabaixo acústico, entre outros, além de vários controle de expressão (trastejamento, ghost note, legato, staccato, glissando) Ele também tem alguns sons de bateria com variações rítmicas para ajudar na produção de uma “levada”.

Trilian

Trilian, da Spectrasonics. Sintetizador de baixos com sonoridades bem expressivas, como o Fender Jazz Bass fretless de Jaco Pastorius em diversas técnicas, além de bons slaps, e baixos eletrônicos e acústicos.

Pianos e teclados

Akoustik Piano

Akoustik Piano, da NI. Traz em 16 GB os três mais respeitáveis pianos de cauda: Steinway D, Bechstein D 280 e Bösendorfer 290 Imperial, além do piano vintage Steingraeber 130.

Órgão Hammond B4

B4, da NI. Reprodução do lendário órgão Hammond B3 com seus controles drawbars, gabinete com alto-falantes giratórios Leslie, distorcedor, amplificador valvulado e todos os recursos analógicos do original.

Elektrik Piano, da NI. Contém quatro dos pianos elétricos mais usados, Fender Rhodes MK I e MK II, Hohner Clavinet E7 e Wurlitzer A 200.

Ivory, da Synthogy. O mais elogiado, com mais de 40 GB de samples, tem os pianos Bösendorfer 290 Imperial Grand, Steinway D Concert Grand e Yamaha C7 Grand.

Virtual Grand Piano, da ArtVista. Biblioteca do Kontakt. Contém presets de pianos de todos os estilos, inclusive de gravações de diversos grandes artistas de 1950 até hoje, seja, por exemplo, Beatles, Elton John ou Norah Jones.

Orquestras e corais

Garritan. Bibliotecas do Kontakt. Coleções cada vez mais presentes nas grandes produções em estúdios, shows ou concertos: Jazz & Big Band, Personal Orchestra e Steinway & Sons, todas com diversos timbres e articulações.

Miroslav Philarmonik

Miroslav Philharmonik Orchestra & Choir Workstation, da IK Multimedia. Inúmeros sons de orquestra e coro. Embora prontos para usar, os timbres podem sofrer ajustes de sintetizador, como filtros, envelopes, LFOs, e também com 20 efeitos de áudio.

Symphonic Orchestra, da EastWest/QuantumLeap (EW/QL). Tem todos os timbres e articulações necessários para compormos e produzirmos qualquer tipo de música que precise de sons de orquestra de altíssima qualidade. Dispensa o sampler, funcionando sozinho ou como plug-in do Cubase, Pro Tools, Sonar etc.

Symphonic Choirs, da EW/QL. Coro sinfônico com as quatro vozes principais divididas em vozes masculinas (tenores e baixos) e vozes femininas (sopranos e contraltos). Encontramos ainda vozes de crianças e samples com o coro completo. A ferramenta chamada “Advanced Wordbuilder” permite escrever o texto que o coro irá cantar.

Vienna Symphonic Library ou VSL, da ILIO. A maior e mais completa coleção de samples orquestrais para o Kontakt, da Native, e o GigaStudio, da Tascam, que existe no mercado hoje, com mais de 550 GB. O recurso Performance Tools é uma ferramenta incluída que torna o Vienna uma das mais desejadas coleções de sons de orquestra entre produtores, compositores e arranjadores. Com ele é possível tocar ao vivo articulações alternadas como as arcadas dos instrumentos de cordas, legatos perfeitos e repetições bem naturais das notas.

Sons em geral

Bandstand, da NI. Substitui nossos velhos teclados General MIDI. Traz uma coleção com mais de 2 GB de amostras dos famosos 128 instrumentos GM e mais nove baterias, ideal para a produção de qualquer musica que precise de timbres GM, como Standard MIDI Files (arquivos .mid) para ringtones de celulares, internet e outros usos.

Colossus, da EW/QL. O “canivete suíço” dos instrumentos virtuais tem uma coleção de 32 GB de timbres de altíssima qualidade. Podemos produzir e compor em qualquer estilo e gênero musical. Contém baterias e percussões, violões e guitarras, pianos, sopros, orquestra, coro, instrumentos étnicos, sintetizadores e muito mais.

Hyper Canvas e Virtual Sound Canvas, da Edirol. Com presets básicos de instrumentos e efeitos, os dois plug-ins operam simultaneamente nos 16 canais MIDI com baixo consumo de processamento e memória.

Sintetizadores

Absynth, da NI. Sintetizador para camas e efeitos complexos com interessantes combinações de efeitos originais com múltiplas técnicas de síntese e sampler.

Atmosphere, da Spectrasonics. Contém grande e variada quantidade de patches editáveis com sons de sintetizadores clássicos, camas, efeitos eletrônicos e muito mais. Ótima sonoridade.

FM8, da NI. Sintetizador por modulação de freqüência (FM) baseado no famoso Yamaha DX7. Contém os sons do FM7.

Massive

Massive, da NI. Sintetizador de excepcional sonoridade analógica para baixos, solos, instrumentos polifônicos e outros. Fácil de programar, com centenas de timbres criados por especialistas.

V Collection, da Arturia. Coleção de cópias mais que perfeitas dos lendários sintetizadores Minimoog, Moog Modular, Yamaha CS-80, ARP2600, Prophet-5 e Roland Jupiter-8 com todos os recursos de programação dos instrumentos originais e sons programados pelos mais famosos sound designers. Esses instrumentos também são fornecidos avulsos.

Samplers

Kontakt

Kontakt, da NI. – Possui uma biblioteca com mais de 15GB.  Trabalha com Advanced surround sound e é compatível com os principais samplers do mercado.

Kompakt, da NI. Muito fácil de usar, tem apenas oito canais MIDI, mas importa samples do Kontakt e do GigaStudio, entre outros.

SampleTank, da IK Multimedia. Sampler com biblioteca de sons bem versátil, com pianos acústicos e elétricos, cordas, metais, madeiras, vocais, sons orquestrais, órgãos, percussões, baterias, baixos, guitarras, sintetizadores, loops e sons étnicos.

Conclusões. São irresistíveis esses programinhas, mas, para usá-los à vontade, todos juntos, precisamos de um supercomputador. O ideal é instalar só os plug-ins que vão mesmo ser usados e que sejam aceitos pelas nossas máquinas. Tente conhecê-los com os amigos e as demonstrações da internet para escolher bem. Ao seqüenciarmos os arranjos com eles, devemos ir convertendo as pistas MIDI em áudio para liberar o computador, à medida que as partes vão ficando prontas. Boas escolhas e boas produções!

Os links dos produtos citados estão em http://www.homestudio.com.br/links.

Sergio Izecksohn

Artigo atualizado, publicado originalmente na Revista Backstage em 2007.
 
Artigos relacionados:
Ouse na edição do áudio com o Melodyne
Escolha a sua estação de trabalho
Programas para Produção Musical
Placas e interfaces para os home studios
Placas e Interfaces de Áudio
Computadores para o home studio

25 Respostas para “Instrumentos VST

  1. bem…..
    na verdade eu queria dar uma informação.
    eu não sei se já existe mas eu queria que tivesse um com a capacidade de fazer um hammer-on e um pull-of nos timbres de baixo ou guitarra.
    eu creio que tem como fazer essa função, tipo eu aperto uma tecla e quando eu apertar a outra junto com a primeira que acabei de apartar ele emitira o som igual ao hammer-on de uma guitarra ou baixo.
    se já exista me desculpe……

    • Existe sim, já utilizei alguns no Pro Tolls 10 no pacote de instrumentos da Avid. Fica bem realista.

  2. boa noite galera…gostei muito desse blog muito show…aguem poderia me dar uma ajuda? estou tentando usar o motif xf no sonar 8.5 e não estou conseguindo achar o vst…seria possivel usar no sonar,ja que no cubase sei que é possivel…estou no aguardo ai…obrigado,

  3. Boa tarde galera, instalei o EZdrummer,. e estou usando o CUBASE o lance é o seguinte, ao adicionar a bateria em alguma trilha sou solicitado a indicar ou cópia os sons do EZdrummer para o diretório de sons ou algo assim. alguém passou por isto antes.
    valru.

  4. Ola amigos

    Preciso de ajuda , instalei minha batera acustica DD1 da DDRUM via MIDI no FL com o ezdrummer, mas nao consigo tocar a bateria com os timbres do ezdrummer, ela continua com o timbre original do modulo da DD1.Tem como ajustar isso e eu poder tocar em tempo real com os timbres do ezdrummer? Me ajudem por favor.

  5. OLá amigo comprei e instalei o kontakt pode me dizer quais software posso usar para gravação?

  6. Pessoal, Bom dia!
    Sou novato aqui e minha dúvida pode ser bem simples para vocês amantes de VST e tal.

    Eu toco contra-baixo e na busca por melhores timbres e sem grana para comprar um GK. resolvi explorar meu Macbook utilizando uma placa de som ROLAND – QUAD CAPTURE. ela esta me atendendo muito bem, pois sintetizo amplificadores e pedais no MAC. notei que ela tem portas MIDI e ai vai minha dúvida:

    posso utilizar um controlador MIDI para acionar VSTs de teclado e melhorar as musicas, mas como eu faço para ficar com metade do controlador tocando timbre de contra-baixo?

    abs

  7. Realmente. O Uso de VST’s torna os trabalhos muito mais práticos, ter um bom controlador ajuda ainda mais na hora de utiliza-los.
    Escrevi recentemente uma matéria onde apresentei 7 Plugins VST de Bateria gratuitos e extremamente interessantes…
    EU ♥ VST’s!

  8. Só faltou a Addctive drums (bateria virtual), na verdade prefiro o som dela do que do Ezdrummer (questão de gosto e adaptação ao vst, pois na verdade ambas são excelentes), e aproveitnado a deixa aconselho a entrarem no blog do fernando vsts gratis pois ja baixei coisas lá e tem muita coisa legal GRÁTIS que não deve nada pra sofware pago !! ABrços

  9. Parabéns amigo! Muito bom seu blog. Me add no face,
    Lucas Rodrigues – Riachão – Ma

  10. Pingback: Vídeo: HOME STUDIO – Curso de Teclado « O BLOG DO HOME STUDIO·

  11. Pingback: Placas e interfaces para os home studios « O BLOG DO HOME STUDIO·

  12. Pingback: APROVEITANDO O CARNAVAL – com bastante som… | Blog do Licio Maciel·

  13. Os VSTs realmente são uma grande solução pra quem não possui ou não domina instrumentos. Eu mesmo utilizo uma infinidade de Plugin’s VST. O grande problema é que a maioria destes plugin’s são pagos e caros para a realidade da música no Brasil.
    Foi isto que me motivou a buscar uma solução para esta questão e já tem algum tempo que venho buscando e divulgando plugin’s distribuídos gratuitamente por seu criadores. Nada de pirataria.
    Quem tiver interesse em conhecer mais do projeto é só clicar no nome acima.
    Venha conhecer o tudo o que os VSTs podem proporcionar para seu home studio.

    • Pois então… Atualmente temos mais de 120 Instrumentos VST gratuitos disponíveis em nosso blog. Estamos postando um novo plugin por dia. VST de Cordas, Metais, FX. Visite o blog clicando no nome acima e veja o que é possível aproveitar gratuitamente do mundo dos vsts.

  14. kra eu keria saber como usar meu controlador UMX610 com os vsts em algum programa para que eu mude de timbre no teclado mesmo.,..sem ter que usar mouse ou teclado do computador…eu sei q tem como fazer isso, mas não sei fazer,…é com os canais midi do teclado? 1 a16…atribui eles aos vsts?

    • pode ser tudo em um só canal ….pode mudar com controles do umx sim . requer o macete em cada software eu uso o fruity loops ,o mais leve e mais otimizado ….casado com controladores vc faz um ótimo setup sem dinheiro algum … e controla tudo … mudança s de instrumentos … tremolos .. andamentos … todos os controles midi compativeis com seu sistema …

  15. Ola Sergio, gostaria de uma ajuda,tenho um motif xs7 gosto muito do som dele, mas não aguento mas andar com ele pra cima e pra baixo nos show, pois o mesmo pesa muito. estou querendo investir em um mac pro i7 mas um controlador axion pro 61 para usar nos palcos com vsts, reason e kontact, gostaria de saber se vale a pena essa opção pra fugir do peso do motif?

  16. Olá Sérgio, meu nome é Arthur e estou tendo alguns problemas com a utilização do Vienna Symphony Library. Você me indicaria alguém pra me ministar um curso para a boa utilizaçnao dessa livraria? Obrigado e aguardo.

  17. O procedimento de instalação da biblioteca do ezzdrumer em outro hd, por exemplo, é feita durante a instalação ou posteriormente removendo a pasta? O programa reconhece automaticamente que sua biblioteca está em outro hd? Se não, o que tenho que fazer para ele achar a biblioteca? E o cubase, reconhece também?
    Obrigado pela atenção e pelo ótimo post!
    Ricardo

  18. por favor,gostaria muito de saber sua opniao,qual desses é melhor para fazer levadas de reggae

  19. Olá amigo preciso de uma ajuda, tenho em PC instalado o cubase 5, qual teclado controlador ideal para que eu possa acionar os vst do programa sem ter que usar o mouse para abrir o canal. Obrigado!!

Escreva um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s